Toda empresa precisa analisar dados para poder tomar boas decisões. Não por acaso, a história do empreendedorismo anda de mãos dadas com grandes evoluções nas áreas de pesquisa de opinião pública e análise de dados, por exemplo. Hoje, usar o Big Data é a forma mais inteligente de se obter subsídios para responder às dúvidas empresariais.

O que é Big Data?

O termo Big Data refere-se ao grande volume de dados que existem dentro de uma empresa. Esses dados são menos óbvios do que se imagina. Podem ser consideradas informações, como o volume de troca de e-mails, dados de login de usuários em sistemas etc.

A comunicação humana sofreu grandes alterações na sua história. Hoje, é fundamental que uma empresa compreenda os dados relacionados às redes sociais, por exemplo.

Esses dados podem trazer insights relevantes, que poderiam ser ignorados pelos métodos comuns de coleta e análise de informações. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) analisou os posts das redes sociais realizados no dia 28/4 — dia em que aconteceu a greve geral no Brasil.

Os dados mostram que as interações foram as maiores da história e listaram quem são os políticos com maior engajamento nas redes sociais. Agora, imagine como essas valiosas informações ajudarão as equipes desses políticos a tomarem decisões sobre as futuras campanhas eleitorais deles.

Usar o Big Data fornece um mapa, em tempo real, daquilo que sua empresa precisa saber.

Como usar o Big Data?

Esse conceito leva em consideração três aspectos: variedade dos dados, volume desses dados e a velocidade com que são captados. Desse modo, se estabelece critérios de análise que ajudarão a empresa a entender que tipo de informações devem ser estudadas e o porquê disto.

É necessário investimento em um software de gestão e análise dessas informações de modo a proteger esses dados, garantindo que estarão acessíveis e que poderão ser interpretados quando for preciso.

Que resultados o Big Data já trouxe às empresas?

Muitos empreendimentos estão conseguindo prever tendências no consumo do cliente, podendo oferecer novos produtos no momento oportuno.

Desse modo, a chance de fracasso nesse tipo de estratégia diminui consideravelmente. Além disso, as corporações passaram a olhar para dentro de si mesmas, analisando o grande volume de informações geradas pelos seus processos.

O atendimento ao cliente é outra área que se beneficiou com essa estratégia. Por meio de análise, é possível perceber quais são as insatisfações do cliente, realizando uma estratégia para resolver o problema antes que ele ganhe maiores proporções e afete a imagem da companhia, por exemplo.

Ganhar eficiência nos processos internos é desejável em qualquer segmento. Por isso, usar o Big Data para melhorá-los tem sido uma ação comum nos negócios. A análise dessas informações mostra à empresa o que deve ser alterado para alcançar melhora na qualidade de trabalho.

Usar o Big Data é uma solução dos tempos atuais e, por isso, ignorá-la é algo que não faz sentido. Quanto antes sua empresa incorporar o Big Data na sua rotina de trabalho, mais rápido ela poderá melhorar o rumo das suas estratégias.

Para mais artigos, siga-nos nas redes sociais: FacebookTwitter e LinkedIn.