Não desenvolver meios para mensurar o desempenho da empresa pode dificultar a sua gestão. Isso porque, via de regra, o uso de um KPI pode ser a melhor estratégia para se descobrir se os objetivos propostos estão sendo atingidos.

Não há dúvidas de que a empresa que se apoia nesse método de monitoramento consegue conduzir suas ações com mais precisão e está inserida em um processo constante de melhoria e padronização das atividades.

Diante disso, este texto apresentará as principais informações sobre essa ferramenta. Acompanhe!

O que é KPI?

Originário da sigla Key Performance Indicator, o KPI pode ser descrito como um indicador de performance. Em outros termos, pode-se dizer que ele é um método utilizado para definir se uma ou mais ações estão sendo exercidas conforme o planejamento da empresa.

Contudo, apesar de ser uma espécie de medida, é importante não confundir KPI com métrica, mesmo que ela possa ser um KPI.

Para esclarecer melhor, basta entender que a métrica é algo que pode ser medido. Porém, nem sempre o dado adquirido com essa ação é útil à empresa. Por outro lado, o indicador de performance é uma métrica essencial e sempre produz uma informação importante e estratégica para o negócio.

Quais os tipos de KPIs?

É possível encontrar 3 tipos de KPIs, os primários, secundários e os práticos. Confira, a seguir, um pouco mais sobre o funcionamento de cada um deles.

Primários

Esses são os indicadores principais, isto é, os mais importantes para a gerência do empreendimento, já que apontam de que forma a empresa está lucrando. Em relação às estratégias de marketing inbound e digital, os indicadores mais utilizados são:

  • leads;
  • taxa de conversão;
  • receita total e por compra;
  • tráfego.

Secundários

Esse tipo de KPI está relacionado ao modo com que as estratégias são desenvolvidas e também aos seus alcances. Em geral, essas informações são do interesse de supervisores e gerentes do negócio.

Portanto, é possível observar que esse tipo de indicador serve para intensificar os primários e definir o porquê eles são necessários. Alguns exemplos clássicos são:

  • números de assinantes do blog e newsletter;
  • custo por visitante;
  • origem do tráfego;
  • custo por lead em cada parte do funil.

Práticos

Os KPIs práticos são mais específicos, isto é, possuem ligação direta com a campanha de marketing da empresa, tanto o inbound quanto o digital. Por esse motivo, devem ser monitorados pelos profissionais que gerenciam as campanhas da empresa e precisam avaliar o comportamento e perfil dos usuários. Dito isto, os indicadores mais utilizados são:

  • page rank;
  • páginas/visita;
  • palavras chaves;
  • conteúdos mais lidos;
  • visitantes novos e antigos;
  • frequência das interações com o site ou blog da empresa.

Conforme exposto, o KPI é um indicador muito importante para qualquer empresa, capaz de transformar dados em oportunidades para o negócio. Por meio dele, os gestores terão acesso a informações vitais para definir quais serão as próximas estratégias para o crescimento e lucro do negócio.

Quer continuar recebendo esse tipo de conteúdo e entender melhor os aspectos não só de desempenho, como financeiro do seu empreendimento? Então não deixe de nos acompanhar no FacebookTwitter e LinkedIn!