Criado na década de 1990, nos Estados Unidos, o Balanced Scorecard é uma metodologia desenvolvida por professores da Harvard Business School. Esse método é muito importante, pois mudou a forma com que os dirigentes e gestores empresariais avaliavam seus negócios.

O que é o BSC de uma empresa? Quais são os seus benefícios e como implantar em uma organização? Se você tem interesse em saber mais sobre o assunto, continue a leitura deste post!

O que é o Balanced Scorecard?

Balanced Scorecard, ou simplesmente BSC, significa indicadores balanceados de desempenho. Essa é uma metodologia direcionada à gestão estratégica das organizações, que presume que os indicadores para a administração de uma empresa não devem se limitar às informações financeiras e econômicas.

Apesar desses parâmetros financeiros serem de absoluta importância, eles não são suficientes para assegurar que a empresa está indo na direção correta. É fundamental que o desempenho empresarial seja avaliado com os outros objetivos traçados no seu planejamento estratégico.

Assim, o BSC pode ser definido como um modelo de gestão estratégica que auxilia na verificação do progresso da empresa na direção das suas metas de longo prazo. Para tal, é necessário levar em consideração 4 perspectivas estratégicas:

  1. perspectiva financeira;
  2. perspectiva de clientes;
  3. perspectiva de processos internos;
  4. perspectivas de aprendizagem e crescimento.

Para cada perspectiva devem ser definidas antecipadamente metas, que serão medidas e acompanhadas.

Para tornar a sua empresa mais lucrativa, é necessário satisfazer seus clientes e o seu mercado. Para que isso aconteça, é fundamental que haja uma melhoria nos processos internos — o que só será possível com o aprendizado e a inovação.

Quais são as 4 perspectivas do Balanced Scorecard?

Como comentamos no tópico anterior, para facilitar a análise de estratégias de uma empresa, o Balanced Scorecard tem 4 pontos de vista que ajudam a avaliar e desenvolvê-las.

Essas perspectivas devem trazer as respostas para 4 dos principais assuntos do empreendimento. Dito isto, neste tópico vamos conhecer profundamente quais são e como podem ser aplicadas. Entenda.

1. Financeira

Aqui, o foco é o sucesso financeiro e o objetivo é que as medidas garantam o retorno do investimento, aumentem o faturamento e que os riscos sejam contidos. Curiosamente, essa perspectiva foi por muito tempo uma das únicas em que o Balanced Scorecard era utilizado.

Para usá-lo nessa perspectiva é preciso que as metas financeiras estejam de acordo com o planejamento estratégico. Além disso, utilizar as variáveis de receita e produtividade podem ajudar como indicadores de atividades que geraram bons resultados para o empreendimento.

Um exemplo de perguntas que podem ser utilizadas para definir os indicadores é:

  • Nós temos condições de suprir os nossos gastos atuais?
  • Os nossos investimentos têm obtido retorno?
  • Como podemos utilizar os nossos demonstrativos financeiros para medir as receitas?

2. Clientes

Identificar se a empresa está entregando resultados satisfatórios aos clientes é o objetivo dessa perspectiva. Para isso, a organização pode utilizar indicadores de resultados e também fazer pesquisas de satisfação com os seus clientes. Durante todo esse processo, é importante que a empresa não deixe de avaliar o seu produto, inclusive o custo, a qualidade e o desempenho daquilo que está entregando.

Uma forma de colocar essa perspectiva em prática é fazer as seguintes perguntas:

  • Como é o nosso atendimento para os nossos consumidores?
  • Os nossos produtos estão atendendo às expectativas das pessoas?
  • Os clientes nos recomendariam para outras pessoas?

3. Processos internos

Nesse tópico, a perspectiva está relacionada a identificar e otimizar aquilo que acontece internamente na empresa, principalmente se esses processos afetam os seus objetivos. De maneira geral, o foco é encontrar o que é preciso fazer para melhorar o desempenho da empresa.

Para pôr em prática essa perspectiva de Balanced Scorecard, a gestão pode se perguntar:

  • Estamos atingindo os nossos objetivos?
  • O investimento em tecnologia está gerando bons resultados?
  • Como vai a motivação da equipe?

4. Aprendizado e crescimento

A última perspectiva tem como principal propósito que a empresa cresça em um período de médio a longo prazo. O que pode ser feito para chegar a esse resultado é o investimento nos processos da empresa, isto é, em maquinário, pesquisas de novos métodos, desenvolvimento das mercadorias, aperfeiçoamento da equipe etc.

Algumas perguntas que podem ser feitas para essa perspectiva são:

  • Qual é o valor daquilo que oferecemos?
  • Como podemos continuar melhorando a nossa valorização no mercado?
  • É preciso atualizar os serviços ou as mercadorias?

Quais são os benefícios de implantar o Balanced Scorecard?

A implantação do Balanced Scorecard é capaz de gerar os seguintes benefícios para as organizações:

  • possibilita que o desempenho seja avaliado de forma geral;
  • ajuda os gestores a desenvolverem um senso comum no que diz respeito à estratégia da empresa;
  • permite que os gerentes comuniquem a estratégia aos demais colaboradores, fazendo-os se conectar com as metas estabelecidas;
  • viabiliza que as empresas integrem o plano financeiro com o plano de negócios;
  • possibilita que o aprendizado seja avaliado e aperfeiçoado constantemente.

Como implantar o Balanced Scorecard?

Para implantar o Balanced Scorecard deve-se envolver toda a empresa, pois é fundamental que os profissionais tenham noção de quais são os objetivos do empreendimento.

O primeiro passo é a criação de um mapa estratégico, que deve conter a missão e os objetivos da empresa e de cada setor, bem como os pontos de interseção e envolvimento entre as áreas — isso tudo levando em consideração as 4 perspectivas listadas.

Faça uma apresentação do Balanced Scorecard para toda a equipe, incentivando a mudança da cultura da empresa. Todos os colaboradores precisam estar familiarizados com a metodologia antes da sua aplicação. Defina os indicadores estratégicos que serão utilizados.

O BSC é uma ferramenta que se baseia em métricas de desempenho. Assim sendo, é fundamental que os medidores apresentem a evolução do programa de maneira periódica. Somente assim a empresa poderá avaliar se está na direção correta para atingir seus objetivos.

Salientamos ainda que cada companhia tem uma realidade específica, o que faz com que os indicadores tenham algumas particularidades. Além disso, para que o BSC funcione, é essencial que todos os envolvidos estejam engajados em um mesmo propósito. Além do desenvolvimento da metodologia, investir em uma comunicação eficiente e abrangente é fundamental.

Agora que você já tem informações suficientes sobre o BSC de uma empresa, que tal continuar aprendendo sobre os processos do mundo empresarial? Acesse agora a nossa newsletter e nunca mais perca um conteúdo nosso!