Um empresário sabe que ficar atento aos indicadores de seu negócio é fundamental para tomar decisões estratégicas com relação a ele. No entanto, muitos conceitos acabam confundindo os empreendedores, afinal, nem sempre é fácil entender por que uma informação é, de fato, relevante e deve ser analisada.

Um desses indicativos é o que revela o valor do patrimônio líquido da empresa. Vamos ver como analisá-lo?

Afinal, o que é o patrimônio líquido?

Tudo o que sua empresa possui é patrimônio, não é mesmo? Equipamentos de informática, frota de veículos, saldo em contas bancárias, aplicações financeiras, imóveis etc. Se por uma razão qualquer você decidisse encerrar as atividades de seu empreendimento, o patrimônio de sua empresa seria capaz de pagar as dívidas da mesma? Essa é a resposta que o cálculo do patrimônio líquido nos oferece.

Logicamente, nenhum negócio tem como objetivo encerrar suas atividades. Todo empreendimento trabalha adquirindo dívidas que estimulam suas atividades, gerando ativos que pagam as dívidas adquiridas. Mesmo assim é muito importante saber o valor desse cálculo, pois o patrimônio líquido é um indicador da saúde financeira da empresa.

Um patrimônio líquido negativo pode sugerir aos sócios que aquele não é o momento certo da empresa realizar investimentos, por exemplo – sendo prioritário, naquele período, aplicar estratégias que visem a economia de recursos.

Como calcular o patrimônio líquido?

O patrimônio líquido é o resultado da seguinte conta: ativos — passivos. Os ativos estão localizados do lado esquerdo do balanço patrimonial, representando todos os direitos que a empresa tem a receber.

À direita do balanço patrimonial estão os passivos, que revelam os valores das dívidas e obrigações da empresa. Nessa conta entram diversas quantias, como folha de pagamento de colaboradores, financiamentos, empréstimos, fornecedores etc.

Um balanço patrimonial que apresenta como valor de patrimônio líquido o montante de R$ 100 mil indica que, se a empresa encerrasse suas atividades naquele momento, o empreendedor pagaria todas as dívidas e ainda sairia do negócio com esse valor.

Por isso, é muito importante ter como objetivo o crescimento mensal do patrimônio líquido — por menor que seja.

Como o patrimônio líquido indica a saúde financeira da empresa ele é considerado por instituições bancárias na hora de conceder um empréstimo ao negócio. Esse seria mais uma razão para focar em um resultado positivo, afinal, a empresa poderá perder acesso às linhas de crédito se o resultado do patrimônio líquido for muito negativo. Isso pode comprometer seu crescimento.

Fornecedores também podem repensar a parceria caso o balanço patrimonial indique que a empresa já contraiu muitas dívidas. Não é regra, mas é possível. Esse cálculo é indicado pelos contadores como uma das informações fundamentais de análise na hora de ler um balanço patrimonial.

Patrimônio líquido: os números falam

A história de uma empresa é escrita com números, por isso, é muito importante saber como analisar corretamente o patrimônio líquido, mas não só ele.

Manter um controle atento sobre as finanças da empresa facilita a tomada de decisões estratégicas, garantindo o sucesso do negócio. Por isso, não deixe ler esse artigo. Nele explicamos as razões da gestão financeira merecer a sua atenção. Boa leitura!


Guia prático: entenda como reduzir os custos da sua empresa