Rentabilidade e lucratividade de um negócio não são a mesma coisa. A rentabilidade diz respeito ao tempo e à velocidade de retorno que um negócio possui em relação ao investimento inicial.

Já a lucratividade diz respeito à margem de contribuição da empresa e trata da quantidade de recursos que correspondem aos ganhos do exercício da atividade.

Esses são dois dos índices mais importantes para um negócio, já que um empreendimento que não é rentável e/ou lucrativo normalmente vê-se obrigado a fechar as portas. Por isso, veja a seguir como calcular se um negócio tem alta rentabilidade e lucratividade e descubra como elevar esses índices.

Como calcular a rentabilidade?

A rentabilidade leva em consideração o tempo como uma variável fundamental. Geralmente, ele é feito levando em consideração o mês e o seu fluxo de caixa correspondente. A outra variável envolvida é o investimento inicial, e a fórmula é dada por:

Rentabilidade = (lucro líquido no período / investimento inicial) x 100%

Assim, considere um negócio que exigiu um investimento inicial de R$400 milhões. Atualmente, o seu fluxo de caixa mensal fica em torno de R$25 milhões. Nesse caso, a rentabilidade mensal é dada por:

Rentabilidade = (25/400) x 100%

Rentabilidade = 6,25%

Um negócio não é rentável quando esse índice é nulo ou quando é negativo, o que indica que o investimento resultou em perdas. Por outro lado, quanto maior for a rentabilidade do negócio, mais rápido acontece o retorno do investimento.

Como calcular a lucratividade?

Para conhecer a lucratividade do negócio, por sua vez, é preciso pensar em termos de faturamento e de lucros líquidos do período a ser analisado. A relação é dada por:

Lucratividade = (lucro líquido / faturamento total) x 100%

Imagine, por exemplo, que em um ano, a empresa teve faturamento de R$500 milhões. O lucro bruto foi de R$300 milhões e o lucro líquido, de R$200 milhões. Nesse caso, a lucratividade é dada por:

Lucratividade = (200 / 500) x 100%

Lucratividade = 40%

Isso significa que a lucratividade depende muito mais do lucro líquido em si do que do faturamento, já que um faturamento muito elevado associado a um lucro pequeno derruba esse índice.

Para entender, imagine a mesma situação, mas em que o lucro foi de apenas R$100 milhões. Nesse caso, a lucratividade cai pela metade, ainda que o faturamento seja o mesmo.

Como aumentar esses índices?

É possível agir sobre esses índices para colocá-los em patamares mais altos ou que estejam mais adequados ao que a gestão espera.

Um ponto em comum é capaz de aumentar os dois índices: o lucro líquido, já que ele influencia o fluxo de caixa e a quantidade de recursos recebida. Assim, é preciso que o negócio pense em formas como a automatização para gerar mais lucros.

Com o uso integrado da tecnologia, os processos ficam mais velozes, precisos e simplificados. Com menos tempo perdido, há mais produtividade e, portanto, mais lucros, o que leva a um ganho de rentabilidade e lucratividade.

Rever e redesenhar processos também são uma forma de conseguir mais lucratividade e rentabilidade, assim como renegociar com fornecedores em busca da redução dos custos para o aumento do lucro.

Investir em uma melhora na gestão de pessoas é outra atitude que, juntamente às demais, gera um impacto positivo nesses índices.

Rentabilidade e lucratividade são conceitos distintos e que, portanto, são calculados de maneiras diferentes. Por meio desses cálculos, você vai conseguir identificar mais adequadamente a situação da empresa, podendo agir de modo a elevar esses índices.