Blog

O melhor conteúdo sobre custos e lucratividade

Conheça os principais gargalos logísticos e como evitá-los

Conheça os principais gargalos logísticos e como evitá-los

A área da logística pode apresentar vários desafios, sendo que alguns deles são conhecidos como gargalos logísticos. A preocupação de evitá-los é importante, pois, com eles, há o encarecimento de produtos e serviços, o que faz diminuir a competitividade e a dinâmica do mercado de vendas. Basicamente, um gargalo pode ser relacionado a qualquer obstáculo ou problema que influencia de forma direta ou indireta os processos de uma empresa, interferindo em seus resultados e na queda de rendimento.

Dessa forma, é fundamental que os gestores promovam programas de controle a esse impasse produtivo. Essa iniciativa pode trazer grandes benefícios, como diminuição de custos, desenvolvimento da equipe, aumento da lucratividade e qualidade dos serviços prestados. Seguindo essa ideia, uma das melhores formas de tratar a temática é conhecendo quais são os principais tipos, bem como as formas de contorná-los.

Para ajudar nessa questão, preparamos este artigo contendo as informações mais relevantes sobre o assunto. Continue a leitura e fique por dentro de tudo!

Quais são os principais gargalos logísticos?

Entre os principais gargalos que podemos citar, temos o transporte de cargas. Isso se dá sobretudo pelos diversos desafios enfrentados nas rodovias brasileiras pelos profissionais caminhoneiros, que encontram, em parte de seus percursos, condições precárias nas estradas. Somado a isso, fatores como a grande dimensão do país ligada aos altos custos de investimento para transporte de cargas tornam esse tema um dos principais gargalos enfrentados na logística.

Outro ponto que deve ser considerado é o equilíbrio dos níveis de estoque. A esse respeito, uma má gestão da demanda de matéria-prima para estoque pode ser considerada um problema para a empresa. Isso ocorre quando há a oscilação entre a falta e o excesso de produtos, ainda mais quando possuem um alto índice de perdas. Dessa forma, a incapacidade em planejar a produção logística pode ser um fator determinante para a instabilidade financeira do negócio e para a perda de lucratividade.

Além do mais, é importante comentar sobre as questões referentes aos altos custos operacionais. Ao se levar em conta que os processos logísticos podem responder a uma parcela considerável de débito da empresa, as consequências de uma ação mais onerosa que o normal pode significar a diminuição de lucratividade e rendimento empresarial. Ligado a isso, há o prejuízo na precificação dos produtos, o que prejudica a dinâmica do mercado.

Como os gargalos logísticos podem ser solucionados

A primeira dica quanto à solução dos gargalos logísticos é a contratação de transportadoras especializadas, pois essa estratégia visa a resolver parte dos problemas decorrentes dos desafios de deslocamento de mercadorias no território nacional. Quanto ao equilíbrio de estoque, é interessante contar com análises produtivas, que visam a compreender a real necessidade do negócio e a traçar projeções mais seguras de investimento em estoque.

Além do mais, conhecer novas tecnologias referentes à gestão, monitoramento de matéria-prima e transporte de cargas é fundamental para ter as atividades operando com maior produtividade e assegurar um custo menor em toda a cadeia de distribuição.

Portanto, essas foram as principais informações sobre os vários tipos de gargalos logísticos e como evitá-los. Dessa forma, é possível perceber que, ao adotar uma gestão mais planejada e estratégica, se consegue levar o desempenho dos processos empresariais a outro patamar.

Gostou do artigo? Então, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais temas relevantes para você. Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn!