Blog

O melhor conteúdo sobre custos e lucratividade

Gestão de custos hospitalares: como fazer de forma eficiente?

Gestão de custos hospitalares: como fazer de forma eficiente?

Os custos são um dos principais fatores envolvidos na gestão eficiente e, principalmente, lucrativa de uma empresa. É preciso ter uma atenção especial a essa variável para que a sobrevivência do negócio não seja colocada em risco. Nessa análise, os custos hospitalares são um ponto à parte, já que são vitais para evitar prejuízos financeiros e possibilitam o correto andamento das atividades de assistência à saúde.

Neste artigo, você vai descobrir como a gestão de custos hospitalares pode ser realizada de forma eficiente e como o uso da tecnologia pode auxiliar nesse processo. Vai perder essa oportunidade? Então, continue a leitura!

Quais os principais custos hospitalares?

Um hospital tem setores e demandas internas que diferem muito das empresas de outros nichos de mercado. Existem os custos diretos, que são aqueles correlacionados diretamente com a prestação do serviço. Exemplos desse segmento seriam as medicações administradas e os honorários dos profissionais envolvidos.

Há ainda os custos indiretos, que não podem ser diretamente relacionados ao serviço hospitalar. Por exemplo, o gasto de energia para a manutenção dos aparelhos e centro cirúrgico ou o pagamento de profissionais de limpeza.

A soma dos custos diretos mais os indiretos pode ser adicionada às despesas operacionais do hospital (tributária, financeira e administrativa). Tudo isso constitui todos os componentes que podem ser gerenciados de forma mais efetiva para permitir um controle dos gastos e receitas do empreendimento.

Quais as melhores estratégias para realizar a gestão de custos hospitalares?

De forma prática, o gestor enfrenta diversas dificuldades para mapear os principais pontos de demanda de capital financeiro. É preciso ter uma atenção especial a determinados processos para maximizar os ganhos e minimizar perdas. Confira as melhores dicas logo abaixo!

Reduza gastos supérfluos

Em um negócio com alta demanda de capital e de investimentos, fica claro como é importante alocar recursos de forma correta. Por isso, reduzir os gastos supérfluos deixa de ser uma dica para se tornar quase uma obrigação na política de gestão de custos hospitalares. É preciso mapear todos os gastos e eliminar aqueles que não fazem sentido para a organização e só oneram a atividade.

Integre as informações

Informações desintegradas só vão gerar perdas e processos redundantes. É preciso contar com bons softwares de gestão a fim de integralizar todos os dados. Com isso, o esquema organizacional do hospital pode ser avaliado de forma eficiente e produtiva, minimizando gastos desnecessários.

Mapeie a cadeia de processos hospitalares

Um hospital tem características comerciais próprias. É fundamental mapear toda a cadeia de processos hospitalares para realizar a identificação e classificação de cada um. Saber onde, exatamente, os recursos da organização serão aplicados para poder ter uma visão macro do negócio.

Isso possibilita levantar e desenvolver estratégias inteligentes, com um mapeamento robusto e completo na hora de tomar decisões. Segmentar os custos, despesas e gastos de forma individual ajuda muito na gestão de custos hospitalares eficiente.

Usar as ferramentas certas também é indispensável. Um bom software fornece todas as ferramentas para gerenciar os custos hospitalares, com segurança, robustez e confiabilidade. Afinal, um bom suporte é outro fator que não pode ficar de fora de qualquer planejamento dessa área.

A MyABCM é a empresa líder em fornecer análises estratégicas para redução de custos, gestão e aumento da rentabilidade operacional. Tudo isso com mais de 20 anos de expertise e milhares de clientes. Converse com a nossa equipe agora mesmo e descubra como podemos superar as suas dificuldades de gestão.