Diante de um cenário de crise política e econômica nacional, economizar pode ser a melhor saída para garantir um fluxo de caixa reforçado e manter a força competitiva do negócio.

O problema é que, muitas vezes, os gestores não sabem por onde começar, visto que todos os gastos já parecem bem enxutos.

Pensando nisso, listamos abaixo algumas dicas simples de redução de custos que podem ajudar nesse sentido e fazer toda a diferença para sua a empresa. Confira!

1. Otimize a produção

Sempre dá para melhorar algum processo na produção — e nem é preciso sacrificar a qualidade dos produtos e dos serviços para isso. Comece realizando pequenas ações como analisar o consumo de água, energia e telefone.

Um pouco mais além, estude todo o processo produtivo da empresa e logo você descobrirá pontos de desperdício, seja de tempo, de materiais ou de mão de obra. Com todas essas informações em mãos, basta elaborar um plano estratégico de melhoria que, em pouco tempo, você verá os resultados de uma produção mais otimizada e com redução de custos.

2. Controle o estoque

O estoque pode ser um dos maiores pontos de desperdício da empresa, já que compras malfeitas devem imobilizar recursos financeiros por muito tempo. Para uma maior redução de custos, desenvolva um planejamento de compra que inclua produtos de maior saída nos períodos de maior demanda.

Por meio de relatórios de compras e de vendas realizadas no passado, é possível fazer projeções do que encomendar, em qual quantidade e em que período. Essa ação fará com que produtos e serviços girem mais rápido, gerando caixa e reduzindo compras desnecessárias.

3. Negocie com fornecedores

Reveja os contratos de compra firmados com os fornecedores de produtos e serviços e analise as condições de entrega, os planos de pagamento, o volume de compra exigido, etc.

Faça uma pesquisa com outros fornecedores para encontrar melhores oportunidades e, se quiser manter os atuais, negocie todas essas condições com base nas informações da concorrência. Provavelmente, você vai se surpreender com os novos parâmetros estabelecidos em troca de fidelidade e terá uma grande redução de custos no seu negócio.

4. Controle o fluxo de caixa

Ainda com base na análise de relatórios, consulte as contas de despesas e analise cada gasto para identificar como pode reduzi-los ou mesmo eliminá-los por completo. Depois, faça uma projeção das receitas e das despesas futuras para alinhar o fluxo de caixa com compras programadas.

Por exemplo: programe compras para serem pagas nas mesmas datas em que as projeções apontam recebimentos das vendas realizadas a prazo. Com essas técnicas, além da redução de custos, você garantirá um fluxo de caixa sempre positivo.

5. Informatize a empresa

Muitas empresas ainda realizam processos manuais, registrando grandes índices de retrabalho por falhas humanas, tempo desperdiçado com tarefas que poderiam ser automatizadas, relatórios com dados pouco confiáveis, excesso de gastos com papéis impressos e alto volume de insumos desperdiçados na produção. A solução para tudo isso pode ser a informatização do negócio por meio de softwares (sistemas) de gestão estratégica e operacional que, além de contribuir para a redução de custos, deve melhorar o desempenho geral do negócio.

Manter os custos controlados é a base de sustentação para a sobrevivência da empresa em mercados concorridos e, colocando essas dicas em prática, você poderá ainda agregar força competitiva a ela, proporcionando um crescimento de forma sustentável.