Vários empresários concordam que prestar o melhor serviço possível é o que garante a atração do público. Isso vai desde a concepção de um produto ou serviço até o atendimento e a entrega para o cliente final.

Essa filosofia costuma levar à criação de um sistema de gestão da qualidade total do serviço para o público.

Porém, algumas empresas podem apresentar dificuldades nessa tarefa por acreditarem que aumentar e controlar a qualidade do produto implica necessariamente em aumentar o custo de produção. Mas, de fato, ocorre o oposto: a empresa tende a reduzir seus custos e a aumentar sua lucratividade.

Para mostrar melhor essa questão, separamos alguns meios pelos quais um sistema de gestão da qualidade pode aumentar as margens de lucro dos produtos. Acompanhe!

Encontrando as falhas no processo

Para avaliar a qualidade final de um produto é necessário ter em mente todo o processo envolvido, desde qualquer matéria prima até a entrega. Isso significa que, com uma avaliação completa, é possível apontar qualquer falha no fluxo de trabalho, vendo em qual pode haver desperdício de recursos e de tempo.

Outro ponto importante é observar a origem desses erros. Os funcionários não estão recebendo o treinamento adequado? O material utilizado não atende às expectativas do público? Há processos burocráticos que atrasam as vendas? Tudo pode e deve ser avaliado pela gestão da qualidade para evitar o acúmulo de pequenas perdas. Assim, é possível reduzir o custo bruto da produção sem perder a qualidade de vista.

Otimizando e automatizando trabalhos braçais

Já foi mencionada a otimização como fator altamente relevante para aumentar a margem de lucro de um produto. Porém, há outro aspecto envolvido: a automação. Cada minuto ou hora a mais que um funcionário passa preenchendo uma planilha é o tempo que poderia estar conversando com outro cliente ou resolvendo problemas que demandam ação humana.

Além disso, esse método deixa todas as informações muito dispersas, o que dificulta o trabalho de análise de dados. Com um sistema automatizado de gestão de dados, esse processo será muito mais rápido e preciso, permitindo à direção tomar decisões mais bem embasadas em menos tempo.

Utilizando a gestão da qualidade em prol dos clientes

Um erro comum em alguns setores é perder de vista quem são os clientes e se concentrar apenas em um processo fechado. Esse erro é tão grave que pode levar algumas empresas à falência, dependendo das condições. As decisões tomadas na direção devem visar o funcionamento mais orgânico da companhia, especialmente se for necessário integrar várias filiais. Mas também não podemos esquecer que quem cobre os custos é sempre o cliente.

Um método pelo qual o sistema de gestão da qualidade pode manter a empresa próxima do seu público é a pesquisa de opinião. Essa pode se dar de várias formas: desde pequenos questionários após a compra até uma conversa mais longa. Este último método pode ser mais adequado para empresas que acompanham clientes por maiores períodos. Com esse feedback, a direção pode encontrar problemas que não são detectáveis por quem está muito próximo da produção.

Gostou das nossas dicas sobre a gestão da qualidade e seu efeito na lucratividade do produto? Então aproveite então para nos acompanhar no Facebook, no LinkedIn e no Twitter!