Na tentativa de minimizar os danos causados por crises financeiras e pelo uso de recursos da empresa, gestores aplicam estratégias que só funcionam momentaneamente, mas que em médio e longo prazo podem trazer sérios riscos para a sobrevivência do negócio.

Diante disso, é preciso enxergar a gestão estratégica de custos como diferencial competitivo nas empresas.

Trata-se de uma questão de sobrevivência no mercado, visto que processos que são mal pensados e não são elaborados por meio de análises de dados e de toda a cadeia de valores acabam se tornando vilões, em vez de ferramentas que garantem o funcionamento e a saúde das corporações.

Pensando nesse contexto, este artigo explicará o que, de fato, é a gestão de custos e o passo a passo para que você implementar na sua organização. Acompanhe e compreenda.

O que é a gestão estratégica de custos?

A gestão estratégica de custos surgiu com a inovação tecnológica das empresas. Antes de serem usados softwares que automatizam e gerenciam boa parte dos processos financeiros, o gerenciamento era voltado apenas para a redução de gastos, de maneira que fosse possível diminuir os preços dos produtos ou serviços e, assim, manter a empresa em destaque.

Contudo, os modelos de negócios mudaram, uma vez que a gestão estratégica de custos é vista como diferencial competitivo para as empresas. Isso acontece porque, atualmente, esse controle passa a levar em consideração a relação entre despesas de um produto ou serviço e o gerenciamento financeiro do negócio.

Em outras palavras, a gestão estratégica de custos passa a estudar todo o processo de consumo, desde os fatores internos até os externos, como a satisfação dos clientes.

Portanto, esse conceito tem mais importância do que muitas empresas acreditam, pois é o responsável por colocar a organização em uma posição estrategicamente competitiva, mas sem se preocupar com custos somente como números, mas como uma cadeia de recursos financeiros.

Afinal, com as mudanças do mercado e dos hábitos de consumo da população, o preço não é mais o único fator relevante para as empresas que querem ter autoridade de marca e competitividade.

Em momentos de crise, por exemplo, empresas que têm um bom gerenciamento estratégico de custos acabam tendo recursos suficientes para contornar a situação e não saírem muito fragilizadas, principalmente em razão do controle de desperdícios e falhas.

Como implementá-la em uma empresa?

Para trabalhar com a gestão de custos estratégica como diferencial competitivo, é preciso ter um processo de implantação bem-planejado e estruturado, pois diversos fatores devem ser considerados.

Antes de qualquer coisa, será necessário reunir todos os empresários e responsáveis da diretoria para apresentar o conceito de gestão de custos estratégica e envolvê-los nesse projeto de implantação. Esse deve ser o primeiro passo, pois os gestores serão os responsáveis pela implantação e supervisão.

Para isso, apresente o termo, explique quais são os benefícios para o negócio em médio e longo prazo e esteja aberto a ouvir opiniões, pois delas podem sair planos de ação.

A gestão de custos deve ser precedida por um mapeamento de processos, para que um projeto e um plano sejam desenvolvidos, sempre especificando a ordem de cada etapa e os períodos em que elas serão revisadas e mensuradas.

O próximo passo é colocar todas as informações que foram levantadas em um software, inclusive valores, dados e custos que foram identificados, sem desconsiderar nenhum, por menor que seja ou mais insignificante que pareça, pois eles deverão fazer parte de um cálculo preciso e o mais real possível.

Na sequência, deve ser feita uma análise de dados, para entender os custos de cada etapa de venda e todos os setores e unidades da empresa. Por fim, antes de implantação, é preciso apresentar todo esse projeto ao restante da empresa, ou seja, a toda a equipe de trabalho, pois sem engajamento nenhuma estratégia sobrevive.

Além disso, é de extrema importância revisar e avaliar os resultados da sua gestão de custos continuamente, já que é comum que as coisas sejam planejadas de uma maneira, mas funcionem de outra. Então, é preciso monitorar o andamento da estratégia e, sempre que possível, aperfeiçoá-la.

materiais educativos

Para quais setores ela é fundamental?

Claramente, a gestão de custos estratégica como diferencial competitivo é uma realidade para setores que têm alta e expressiva concorrência, pois qualquer gargalo produtivo, falha ou desperdício, por menor que seja, pode ser desastroso e inviabilizar a sobrevivência de uma organização.

Nesse cenário, destacamos o segmento de commodities — aquele que cuida de toda a matéria-prima que é originada no setor primário. Por serem negociadas na bolsa de valores e terem grande importância para a economia e o setor financeiro, os preços praticados pelas empresas dessa área são determinados pelo mercado. Isso acontece porque elas precisam visar o aumento da lucratividade.

É exatamente o contrário de negócios que não fazem parte desse setor, que tem os preços estabelecidos por critério próprio e, principalmente, em razão das estratégias de marketing a influência sobre o consumo. Bons exemplos são marcas de celulares e roupas.

Portanto, o principal diferencial para o sucesso e a competitividade do segmento de commodities é exatamente uma gestão de custos estratégica, que seja bem estruturada e tenha o engajamento de equipes e gestores, pois nenhuma empresa cresce sozinha e sem uma administração de excelência.

Além disso, grandes investidores e corporações procuram estudar as estratégias de gestão de uma empresa antes de investirem nela, pois sabem que o gerenciamento de custos diz muito sobre a saúde do negócio e que, mesmo que a organização passe por momentos conturbados, essa medida consegue eliminar gargalos e desperdícios em tempo hábil.

Você, como gestor, deve enxergar a gestão estratégica de custos como diferencial competitivo nas empresas e como ferramenta que garante não só o controle da sua cadeia de valores, mas também de desperdícios e falhas, pois esses são aspectos que influenciam na saúde e na imagem do seu negócio.

É impossível ter uma gestão de custos sem um software eficiente na sua empresa. Então, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer as nossas soluções tecnológicas para controlar essa estratégia.