Em época de crise, muitos empreendedores não sabem o que fazer para aumentar o lucro das suas empresas.

Cortar gastos? Diminuir o fluxo de caixa?

Surpreendentemente, uma das melhores coisas a fazer é exatamente o contrário: investir mais no seu empreendimento. É claro que reduzir os custos, em algumas situações, é necessário. Porém, investir na sua empresa para que ela cresça também é importante.

Apesar de ser uma estratégia aparentemente ousada durante uma crise, esse tipo de atitude pode melhorar — e muito — a margem de lucros do seu negócio. Quer saber melhor como isso funciona? Então, continue a leitura deste post e entenda como aumentar a margem da empresa e sair da crise com lucro!

Por que investir durante a crise?

Em épocas turbulentas, a primeira reação da maioria dos empresários é tentar economizar por meio do corte de gastos. Afinal, com um volume menor de clientes, a empresa também lucra menos e, então, passa a ter dificuldades em arcar com suas despesas regulares.

No entanto, o empreendedor que segue o caminho oposto pode encontrar uma ótima oportunidade para se destacar em meio aos concorrentes. Planejar seu investimento em tempos de crise é essencial para atrair novos clientes e, mais importante, fidelizar aqueles que já consumiram/consomem seus serviços.

Ao investir no seu próprio negócio o empresário pode obter vários benefícios, como a diminuição do preço de custo dos seus produtos (uma vez que eles serão produzidos em escala maior) – o que pode fazer com que o número absoluto de mercadorias vendidas aumente. Consequentemente, sua margem de lucro também cresce.

Guia prático: entenda como reduzir os custos da sua empresa

Como fazer um bom planejamento?

É preciso ficar atento: o investimento em época de crise deve ser muito bem planejado. Apesar de recomendado, investir em períodos como este é, de fato, mais arriscado do que fazê-lo em ocasiões mais “normais” e estáveis da economia.

Portanto, você precisará redobrar o cuidado durante os próximos passos. A primeira coisa a ter em mente é que, aconteça o que acontecer, o capital de giro da empresa precisa ser mantido.

É imprescindível que o orçamento da empresa continue sendo feito de forma a conseguir suprir as necessidades básicas da companhia. Isso significa dar espaço para o pagamento das despesas essenciais, como organização do estoque e recursos financeiros.

Em épocas críticas, manter-se dentro do orçamento é extremamente importante. Apenas um planejamento financeiro rígido e controlado possibilita o investimento apropriado dentro de uma organização.

Então no que devo investir?

Com a vida financeira do estabelecimento em dia, surge a dúvida: em que investir? Épocas de crise podem ser ótimas oportunidades para que uma empresa inove no seu mercado de atuação!

Investir em estratégias de marketing inéditas, por exemplo, pode ser uma boa alternativa. Considere o período que a economia está passando como uma chance de inovar na captação de clientes. Para montar boas estratégias de marketing, reúna-se com sua equipe de comunicação e, juntos, façam um estudo daquilo que já funcionou ou não para a empresa, além de aferir campanhas dos rivais de mercado.

Também é conveniente afunilar o perfil do seu público-alvo, a fim de fazer campanhas que atinjam diretamente a parcela desejada da população. Dessa maneira, vocês poderão criar propagandas segmentadas e que trarão excelente retorno para o seu negócio.

Outra área que também dá muitos frutos em tempos de crise é o departamento de TI. Investir nesse setor pode ser uma boa opção para se posicionar melhor no mercado e aumentar a margem da empresa! Como esses profissionais cuidam das operações da companhia, otimizar os serviços de TI sempre traz à tona novas ideias e, portanto, aperfeiçoa as estratégias e possibilita o corte de despesas futuras.

E então, pronto para investir durante a crise e aumentar a margem da empresa?