Acompanhar indicadores de venda é fundamental para compreender melhor os resultados e analisar se os esforços empregados nos processos estão sendo suficientes.

Além disso, por meio deles o gestor pode acompanhar o desempenho de seus vendedores e saber quais são as maiores necessidades da equipe.

No artigo de hoje nós vamos apresentar algumas métricas que podem — e devem — ser acompanhadas, e como elas contribuem para aprimorar a performance do setor. Continue a leitura e confira!

1. Quantidade de novas oportunidades

Concluir as negociações que estão em andamento é essencial para alcançar a meta de faturamento.

Entretanto, se apenas as outras etapas do funil de vendas forem desenvolvidas, chega um momento em que não se tem mais prospects para trabalhar — o que quer dizer que o desempenho ficará aquém do desejado em determinado período.

Os vendedores precisam saber equilibrar a rotina entre as diversas etapas, conseguindo bons retornos em todas. Dessa forma, se torna possível entender como está sendo o empenho de cada colaborador para conquistar novas vendas.

2. Ticket médio

Esse é um dos indicadores de venda mais importantes, já que revela o quanto sua equipe está gerando em vendas reais. O ticket médio representa o valor médio de cada venda que é realizada.

Assim, fica mais fácil saber quem são os vendedores que vendem melhor — em vez dos que vendem mais — e o que pode ser feito para melhorar os números dos demais.

3. Percentual de sucesso

O percentual de sucesso revela quantas vendas foram realmente realizadas, em comparação ao número de oportunidades que foram abertas no mesmo período. Ele é usado para avaliar a eficácia do vendedor.

Se os percentuais estão aquém do esperado, pode ser sinal de que é necessário investir em treinamento para alguns colaboradores, focando em técnicas de negociação e em como lidar com clientes mais resistentes, por exemplo.

4. Taxa de conversão por etapa

Como o nome sugere, esse indicador ajuda a identificar qual é a taxa de conversão para cada etapa do funil de vendas. Além de ajudar a entender quais clientes serão realmente conquistados, ele também ajuda a identificar quais são as principais deficiências dos vendedores.

Enquanto uma taxa baixa na fase inicial pode ser sinal de problemas na abordagem, ao final ela pode significar problemas para convencer o cliente, ou falhas na negociação, por exemplo.

5. Velocidade das vendas

A velocidade das vendas também é um dos indicadores de venda mais importantes para saber qual será o resultado do faturamento, já que em muitos casos quanto mais demorada uma negociação, menores são as chances de ela ser convertida em uma venda real.

Além disso, quanto menor for o seu ciclo de venda, menor será o seu esforço e, portanto, maior a rentabilidade da venda – além de ser possível atender mais clientes dentro de um mesmo período.

Criar e acompanhar indicadores de venda é uma maneira de avaliar o desempenho dos vendedores de forma justa e uniforme. Também serve para identificar se eles estão entregando os resultados esperados, ou se é necessário fazer alguma mudança — como aplicar treinamentos, mudar procedimentos ou alterar as metas, tornando-as mais realistas.

Agora que você já sabe mais sobre indicadores de venda, assine a nossa newsletter para receber outros conteúdos incríveis e se manter informado!