Para muitos gerenciadores, a tecnologia é a maneira mais simples para um potencial crescimento da empresa. Esse recurso indispensável torna-se cada vez mais presente com a internet das coisas. Até o ano de 2020, o número de dispositivos conectados vai ultrapassar a marca de 50 bilhões.

Entretanto, como se preparar para essa imersão digital no setor financeiro? Neste artigo, será abordado o conceito de internet das coisas, as suas vantagens e os benefícios de aplicá-la nos empreendimentos, além de dicas para a sua implementação. Boa leitura!

Qual o conceito por trás da internet das coisas?

A “internet of things” (IoT) é a interação de diversos dispositivos eletrônicos entre si mediante a uma conexão com a internet. Esses objetos tornam-se inteligentes, pois passam a coletar e analisar dados com o objetivo de oferecer respostas a soluções momentâneas.

A IoT também pode ser entendida como uma expansão para um ambiente inteiramente digital. Em setores empresariais, isso molda a forma de fazer negócios, já que o gerenciamento é automatizado, trazendo mais eficiência produtiva.

Quais as vantagens e os benefícios da internet das coisas para os negócios?

Adotar e aplicar esse conceito com o objetivo de melhorar o posicionamento estratégico no mercado é muito significativo. Isso porque a IoT pode identificar os pontos falhos, oferecer dados confiáveis e agilizar os processos para uma tomada de decisão efetiva. A seguir, conheça as vantagens e os benefícios detalhadamente.

Rapidez

Com o mercado cada vez mais dinâmico e competitivo, entregar soluções com prontidão é algo primordial. Sendo assim, a IoT consegue suprir essa demanda por rapidez de processos porque todas as áreas estão conectadas e fornecendo dados a todo instante. Essa integração é capaz de eliminar problemas que atrapalham a produção.

Automação

A automação acaba com o esforço braçal e oferece uma solução 24/7, ou seja, um modelo de negócios sem interrupções. Também são eliminadas possíveis falhas humanas por limitações biológicas e falta de concentração. O software passa a executar todas as ações estabelecidas de acordo com a meta da companhia. Outra vantagem é a redução nos custos, que contribui para um aumento expressivo no lucro.

Segurança

É um assunto muito abordado em uma firma, visto que abrange desde a concepção e segue até a distribuição. Com a IoT, todas as informações relacionadas a segredos industriais estão protegidas e armazenadas em programas autônomos. Isso sem se desfazer de políticas de acesso bem estabelecidas e direcionadas.

Além disso, sensores conectados por internet mostram se a linha de produção está funcionando com eficiência. Os rastreadores analisam o percurso de transporte do produto, evitando problemas de extravios de cargas, pois o monitoramento é simultâneo.

Integração de áreas

Na prática, isso se dá com setores conversando uns com os outros de forma instantânea e trabalhando juntos para oferecer soluções. Essa coleta em grande volume de informações oferece a oportunidade de organizar e classificar tudo o que ocorre na parte estrutural da firma, envolvendo funcionários, máquinas, materiais e outros elementos. Diante disso, setores financeiros e administrativos tem muita facilidade em fazer uma análise com precisão do empreendimento.

Quais são as principais dicas para usar a internet das coisas no setor financeiro?

Uma das partes mais essenciais para uma organização é o setor financeiro, e a IoT tem disponibilizado importantes inovações nesse ramo. O Enterprise Resource Planning (ERP) é umas das dicas para integrar informações, como despesas, fluxo de caixa e faturamento, mas isso pode ir adiante, de modo a aumentar os ganhos e diminuir os gastos. Por exemplo:

  • com o monitoramento de setores em tempo real, é possível analisar o que funciona ou não na produção;
  • com a IoT, o marketing se torna mais direcionado, com maior volume de dados, e evita gastos desnecessários;
  • informações sobre gestão na manutenção de equipamentos diminuem o impacto negativo no caixa;
  • análises de logística/estoque vão influenciar o fluxo de vendas com o objetivo de aumentá-lo.

A internet das coisas é utilizada para agilizar os processos, levando à conclusão de tarefas com rapidez. Esse facilitador da nova revolução industrial está dinamizando as empresas que oferecem serviços ou produtos. Assim, os recursos podem ter outros direcionamentos na instituição.

Gostou do artigo? Então, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre gestão!