À medida que os mercados se tornam cada vez mais competitivos, os gestores precisam encontrar meios de tornar seus processos mais eficientes e alcançar resultados melhores.

Nesse sentido, surge o conceito de Lean Six Sigma e os benefícios que a empresa pode obter com sua aplicação. Continue a leitura deste post e saiba mais sobre o tema!

O que é o Lean Six Sigma?

Para entender melhor do que se trata a metodologia Lean Six Sigma, primeiro é preciso compreender os conceitos separados do que é Lean e o que é Six Sigma, sendo que:

·         Lean é uma filosofia de trabalho que tem como principal objetivo eliminar os desperdícios que ocorrem na empresa e eliminar processos que não agregam valor para o cliente;

·         Six Sigma (ou 6 sigma) por sua vez é uma metodologia de trabalho que trata de um conjunto de boas práticas que visam otimizar o desempenho dos processos, por meio da eliminação de defeitos e não conformidades — considerando as especificações da empresa.

O Lean Six Sigma é a junção de ambas filosofias, em que busca-se alcançar a excelência, por meio de processos otimizados e redução de desperdícios. Esse conceito surgiu em decorrência da necessidade que as empresas possuem de tornar suas operações mais ágeis e mais eficientes.

De que forma ela se aplica a uma empresa?

A aplicação do conceito de Lean Six Sigma é válida para qualquer empresa que busca tornar suas operações mais enxutas e acertadas, além de maximizar os resultados. No entanto, o primeiro passo para que isso aconteça é ter ciência de que é necessário quebrar paradigmas e estar disposto a fazê-lo.

A mudança se inicia, de fato, com o mapeamento dos processos. Além de avaliar o fluxo das atividades em busca de falhas e desperdícios — para que possam ser eliminados —, também é preciso entender como a empresa cria valor para seus clientes.

Quando a criação de valor é definida, é momento de identificar quais etapas de cada processo não contribuem para esse objetivo e buscar eliminá-las e adequar os métodos de trabalho, para que as operações não tenham prejuízo de performance.

O foco deve estar voltado para a melhoria dos processos e evitar desperdícios, que podem ser caracterizados como:

·         superprodução;

·         ociosidade — alto tempo de espera por materiais, ferramentas, informações etc.;

·         excesso de estoques;

·         gargalos no transporte; entre outros.

De maneira geral, o objetivo de implantar essa filosofia na empresa é criar condições para que os materiais corretos sejam usados, no local adequado, com a quantidade ideal — sempre evitando acúmulos e perdas e corrigindo as falhas que os processos apresentam.

Quais são os benefícios que ela proporciona?

A adoção da metodologia Lean Six Sigma proporciona diversas vantagens para as empresas, sejam elas na produção ou nos resultados de maneira geral. Dentre os principais, pode-se citar:

·         processos cada vez mais eficientes e eficazes;

·         aumento da qualidade dos produtos e serviços;

·         eliminação de desperdícios e atividades que não agregam valor ao resultado final;

·         mudança cultural positiva;

·         diminuição da variação dos métodos de trabalho — o que facilita o acompanhamento dos resultados;

·         redução de custos;

·         aumento da satisfação dos clientes.

A aplicação do Lean Six Sigma, apesar de ser demorada, é relativamente simples e faz com que a empresa fique mais próxima de alcançar a excelência nas suas atividades. Além disso, com todas as melhorias alcançadas, é seguro dizer que também se obtém um aumento da vantagem competitiva no mercado.

Gostou deste artigo? Quer conhecer 6 dicas que podem contribuir para o sucesso do seu negócio? Então confira este post!