Blog

O melhor conteúdo sobre custos e lucratividade

Negócio escalável: entenda a importância e suas vantagens

Negócio escalável: entenda a importância e suas vantagens

Houve um tempo em que um negócio era limitado por questões como a sua localização geográfica ou a quantidade de clientes disponíveis em seu mercado. No entanto, esses conceitos deixaram de ser relevantes atualmente, criando um novo termo no mundo empresarial: negócio escalável.

Você já deve ter ouvido falar sobre isso, principalmente quando o assunto é startups. Aliás, ser escalável é uma característica fundamental desse tipo de negócio. É bem comum, portanto, que muitos empreendedores acreditem que apenas essas empresas podem ser escaláveis. Mas, será mesmo?

Foi para ajudá-lo a entender melhor esse tema que preparamos este material. Então, continue lendo e confira como a escalabilidade pode trazer novos insights para o seu empreendimento se manter competitivo no mercado!

O fim das fronteiras e dos grandes obstáculos

Uma das características — e qualidades — da escalabilidade é a possibilidade de vender para novos lugares, em muitos casos, distantes da sede da empresa. Isso não quer dizer, contudo, que todo e-commerce é um exemplo de negócio escalável, pois nem todos conseguem crescer rapidamente, atingindo uma nova escala.

O Uber, por exemplo, é uma empresa escalável. O sistema desenvolvido por ela, assim como o seu modelo de atuação, vem alcançando de maneira rápida novos mercados, sem que seja necessário personificar radicalmente o seu serviço para cada um deles. Assim, ainda que o negócio cresça rapidamente, atendendo muito mais pessoas, ele precisará basicamente do mesmo volume de profissionais e estrutura.

Mais valor aos negócios

Para que um negócio se torne escalável, ele também precisa ter processos modernos, ágeis e seguros. A empresa deve estar, portanto, adaptada às necessidades destes tempos, nos quais a tecnologia, por meio do Big Data, dita as novas tendências de mercado.

Todo esse cuidado com os processos de trabalho faz com que o negócio se torne mais valioso. Afinal, ele terá uma infraestrutura capaz de suportar possíveis turbulências mercadológicas e gera resultados inovadores, contribuindo para que se torne um investimento mais seguro.

Investimentos menores

Escalar uma empresa não pode ser um processo caro — isso, na verdade, vai na contramão da ideia de escalabilidade. Por isso, é comum que os empreendimentos digitais sejam pensados, desde o seu começo, para ganhar escala, uma vez que costumam ter custos reduzidos.

Além dos empreendimentos digitais, as franquias são outro exemplo de negócio escalável. Para isso, no entanto, o franqueador precisa desenvolver uma empresa cujos processos sejam simples de serem executados e tenham grande capacidade de serem repetidos.

Escalabilidade na venda direta

Também encontramos exemplos de sucesso na escalabilidade entre as grandes marcas, como a Avon — ainda que seja uma empresa pré-internet.

Nesse caso, temos uma empresa de cosméticos que poderia ter o seu crescimento barrado pela dificuldade em criar pontos de venda. Contudo, atuar com revendedoras, cujos ganhos são relacionados apenas à comissão, foi uma maneira de ganhar escala, aperfeiçoar o processo de vendas e divulgar a marca — tudo isso de maneira simples!

Como vimos, ter um negócio escalável é uma grande vantagem competitiva para qualquer empresa. No entanto, nem todo empreendimento pode ser escalável. É necessário que ele tenha processos internos simples, com custos pequenos e possibilidade de replicação em escala.

Gostou deste artigo? Então, siga-nos nas redes sociais para não perder nossos próximos posts! Estamos no FacebookTwitter LinkedIn.