Empresários de todo o mundo trabalham arduamente para que suas empresas fiquem mais competitivas e ganhem, cada vez mais, espaço de mercado. E, para atingir esse objetivo, muitos empreendedores não medem esforços e investimentos e, assim, pode ter início um problema decorrente de um processo orçamentário pouco detalhado.

O processo orçamentário é fundamental e deve ser aplicado em todas as esferas da vida financeira de um indivíduo, desde suas finanças pessoais até os processos financeiros de uma empresa.

Quer saber se o seu negócio está desenvolvendo um bom processo orçamentário? Então, leia este artigo até o final!

Processo orçamentário: muito além das planilhas

É muito importante manter um controle sobre as informações financeiras da empresa, mas, ainda mais importante é interpretá-las, pois os dados extraídos dessa análise podem indicar quais rumos a companhia precisa tomar.

Por isso, o processo orçamentário utiliza as informações financeiras internas, somadas com o cenário externo (economia, crescimento do mercado, comportamento de consumo, etc.) e apresenta possibilidades à empresa.

Um bom exemplo é o de uma concessionária que deseja abrir uma filial em uma cidade de médio porte e que pode repensar essa decisão ao ver os resultados de seu processo orçamentário. O investimento é muito alto e o mercado está em desaceleração, indicando um prejuízo que pode comprometer o futuro da empresa.

Planejamento orçamentário: como fazer

O primeiro passo é ter controle total sobre as informações financeiras da empresa. Nesse caso, pode ser interessante substituir as planilhas de Excel por sistemas automatizados de controle de informação.

Com isso, o risco de falha humana na gerência desses dados é reduzido, ao passo que a velocidade de processamento de informação é acelerada.

O segundo passo é ter metas de crescimento e expansão bem definidas. Dessa forma, é possível traçar diferentes cenários e ajustar as decisões da empresa para alcançá-las.

Em resumo: se as decisões da sua empresa costumam ser tomadas de forma automática e entusiasmada, isso significa que você não tem um planejamento orçamentário para seguir e que pode estar colocando o caixa da empresa em risco.

Planejamento orçamentário: vantagens

A economia é cíclica e períodos de crescimento alternam-se com recessões. A empresa enfrentará problemas quando não tiver um plano de ação para aproveitar os momentos de crescimento ou lidar com os períodos de queda nas vendas.

Além dessa segurança, o planejamento orçamentário também é um forte aliado para eliminar o desperdício, pois ele impõe limites ao orçamento de cada setor. Isso obriga os diretores a buscarem saídas criativas e eficientes para lidarem com a limitação de recursos.

Outra vantagem é o uso racional do capital da empresa, evitando gastos que não estejam respaldados em estudos e que não tenham papel estratégico no desenvolvimento da companhia. Diminui-se, consideravelmente, o amadorismo no fluxo de decisões da companhia e ganha-se assertividade.

Esse tipo de estratégia interna pode ser fundamental para que um negócio supere seus concorrentes, e agora que você entendeu mais sobre a importância do processo orçamentário, pode aplicá-lo em sua empresa.

Se você gostou deste artigo, acesse nosso blog e tenha acesso a textos sobre o mundo dos negócios. É uma ótima forma de se manter atualizado!