Melhorar as margens e indicadores da empresa, ao mesmo tempo em que mantém a qualidade dos produtos é um verdadeiro desafio.
Isso se torna ainda mais difícil quando é necessário reduzir custos no setor de alimentos, pois estamos tratando de itens perecíveis, ou seja, além de ter atenção quanto aos resultados do negócio, é preciso se preocupar com saúde dos clientes.

Em razão disso, é preciso rever, aprimorar e otimizar todo o processo, que vai desde o recebimento da matéria-prima até a linha de produção e entrega para o seu consumidor. Além da questão financeira, entramos também no assunto ambiente. Afinal, existem milhares de pessoas que não tem o que comer, enquanto corporações desperdiçam toneladas de alimentos todos os anos.

Para não fazer parte dessa realidade enquanto eleva os resultados da sua empresa, confira algumas orientações importantes para aplicar na sua rotina de gestão e no seu planejamento estratégico.

Faça o acompanhamento das perdas de produção

Apesar de a regra ser trabalhar visando zero de desperdícios, é preciso entender que toda produção tem um nível de perda, porém é necessário estabelecer um limite para isso. Para reduzir custos no setor de alimentos é preciso monitorar dois tipos de perdas.

O primeiro deles está relacionado ao final da sua linha produtiva, que pode resultar em gastos e desperdícios de empacotamentos, paletização e até mesmo na perda, propriamente dita, dos produtos. Já o segundo processo é sobre as estratégias de reaproveitamento dessas perdas da linha de produção.

Além disso, a palavra de ordem deve ser organização, pois uma linha produtiva desorganizada não gera problemas somente financeiros e nos produtos, mas também fiscais. Um exemplo disso, são pesos que não condizem com a descrição da embalagem, tabelas nutricionais inadequadas, entre outros.

Padronize suas receitas

Para se ter organização e controle em uma empresa, seja ela de qualquer segmento, é imprescindível padronizar etapas, processos e estratégias. No sentido de reduzir custos no setor de alimentos, a nossa orientação é que você padronize todas as suas receitas, por mais simples e rápidas que sejam.

Ao definir todos os passos, quantidades e tarefas necessárias para cada tipo de receita, você evitará que cada prato ou produto tenha pesos diferentes, sabores fora do padrão e, principalmente, evita o desperdício de matérias-primas.

Além de reduzir os recursos, esse procedimento é importante para avaliar o que pode ser retirado de cada prato ou produto sem que prejudique o resultado, e para o controle de qualidade de tudo aquilo que é vendido no seu negócio.

Considere a terceirização

O nicho alimentício precisa atender diversas legislações e normas, dispor de documentos importantes da vigilância sanitária e, ainda, se preocupar com a gestão do negócio. Em outras palavras, existe um fluxo muito grande de informações e adequações que precisam ser feitas o tempo todo.

Contudo, dependendo do porte e complexidade do seu negócio, a contratação de mão de obra especializada acaba saindo mais caro do que a terceirização de serviços. Portanto, uma das estratégias para reduzir custos no setor de alimentos, que pode ser adotada pela sua gestão, é considerar a contratação de tarefas terceirizadas.

Um ótimo exemplo são os contadores que, atualmente, fazem muito mais do que somente folhas de pagamento e apuração de impostos. O profissional de contabilidade tem se aperfeiçoado cada vez mais, aspecto esse que agregou diversas outras habilidades e funções.

Ele tem sido o responsável por alinhar processos contábeis, aprimorar o seu fluxo de caixa e adequar os processos que estejam desalinhados. A sua equipe de limpeza é outro serviço que pode facilmente passar por uma terceirização sem prejudicar os seus resultados.

Atente ao armazenamento e controle de estoque

Muitas perdas no setor de alimentos podem ser evitadas com um bom controle de armazenamento e de estoque. Por se tratar de insumos perecíveis, é de extrema importância dar atenção às datas de validade, locais adequados para estocagem e ao seu volume de pedidos.

Afinal, quantidades inadequadas de compras que estejam desalinhadas ao seu volume de vendas, resulta em perdas e, consequentemente, prejuízos financeiros. Sendo assim, é fator primário ter uma gestão de estoque atualizada e otimizada, para que se trabalhe em equilíbrio, ou seja, nem produtos demais, nem de menos.

Outra orientação para reduzir custos no setor de alimentos é em relação à estocagem. Então, treine os seus colaboradores para que entendam as especificidades e fragilidades de cada item recebido, além de maneiras adequadas e higiênicas de empilhamento e estocagem.

A sua reserva de produtos precisa ser extremamente asseada, para que se evite a proliferação de roedores, insetos e demais animais e, consequentemente, a contaminação dos alimentos.

Em resultado disso, perceberá que, além de mais organização, haverá uma perceptível redução nas perdas do estoque, o que significa diminuição nos prejuízos financeiros e menor necessidade de reposições.

Implante um software de custos e rentabilidade

Todas as orientações e estratégias que citamos acima necessitam da tecnologia para que sejam feitas com eficiência. Aliás, atualmente, as gestões de custos arcaicas e que não contam com processos automatizados se tornam perigosamente ineficientes.

Sistemas de gerenciamento que atuam de maneira integrada na gestão de custos e rentabilidade, além de reduzir custos na sua empresa do setor de alimentos, poderá gerenciar todos os seus recursos financeiros e estratégias, coletar dados e informações relevantes e ainda desenvolver e analisar gráficos, mesmo que existem outras filiais.

Todas essas e as mais variadas funcionalidades que os softwares apresentam, são de imensurável importância para a sua gestão, já que auxiliarão você nas tomadas de decisões, definição de estratégias para redução de custos e elevação de resultados, bem como em processos que evitam perdas e prejuízos.

A redução de custos no setor de alimentos sempre se depara com um grande desafio: as perdas e prejuízos dos produtos perecíveis. Como percebido, apesar de não podermos extinguir a zero as perdas, é possível diminuí-las estrategicamente, de forma que não signifiquem grandes danos financeiros. No entanto, para isso e para uma gestão eficiente não há como fugir da automatização.

Se você tem encontrado dificuldades em gerenciar os custos da sua empresa, entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores! Podemos ajudar na sua tomada de decisões e conhecimento de custos envolvidos nas suas operações.