Há muito tempo, a humanidade tem se beneficiado com as melhorias trazidas pela tecnologia. Tanto que hoje em dia, é possível se comunicar de qualquer lugar, arranjar um transporte em menos de um minuto e pedir comida com poucos toques na tela do celular.

No caso das empresas, são as tecnologias emergentes que prometem trazer aperfeiçoamentos e mudar a forma como se trabalha. Apesar de já termos alguns exemplos disso, a tendência é que nos próximos anos o investimento seja muito maior.

Por isso, neste texto, vamos explicar o que elas são e o que esperar para o futuro. Entenda!

O que são tecnologias emergentes?

Em termos gerais, as tecnologias emergentes são ferramentas que daqui a 5 ou 10 anos poderão proporcionar uma grande revolução na área de negócios. Isto é, são as inovações que mudarão a forma como se atua no mercado. No entanto, elas ainda não estão bem estabelecidas ou não foram exploradas o suficiente.

Exemplos desse tipo de tecnologia são diversos, como o Blockchain, Analytics, Big Data, sistemas com inteligência artificial, etc.

Como essas tecnologias influenciarão as grandes empresas?

Existem alguns exemplos bem interessantes de como as tecnologias emergentes serão influentes para as grandes empresas. Há previsões de que 2050, por exemplo, todos serão conectados à internet, por meio dos smartphones e tablets.

Imagine o quanto isso facilitará o relacionamento entre as companhias e seus clientes, melhorando as entregas e o acesso ao atendimento de qualquer lugar. Curiosamente, o Google e o Facebook são empresas que já investem em projetos que utilizam drones para distribuir internet para populações remotas.

Outra tecnologia que vale a pena prestar atenção é a relação entre sistemas ERP e a nuvem. Hoje, existem bastantes companhias que utilizam esses dois serviços. Contudo, isso tende a aumentar, já que na nuvem a atualização do ERP é muito mais rápida e barata.

Segundo pesquisa feita pela Nucleus Research, o retorno de investimento em companhias que adotam esse tipo de tecnologia é quase 3 vezes maior do que aquelas que utilizam servidores tradicionais.

Esses são só alguns exemplos, ainda temos o blockchain, que com sua relação com

criptografia promete ser uma grande alternativa para lidar com as finanças das empresas, inclusive para validar pagamentos e outras transações rapidamente.

Definitivamente, há boas notícias quando o assunto é tecnologia e temos muitos números para comprovar. Segundo o International Data Corporation, os investimentos em inteligência artificial atingirão a marca de 46 bilhões de dólares daqui dois anos.

Impressões em 3D, por exemplo, também terão um grande avanço durante esse período. Em 2020, as aplicações nesse tipo de tecnologia podem chegar a 41 bilhões de dólares, de acordo com ARK Invest. Em 2035, a previsão é que mais de 12 trilhões de dólares venham da robótica e automação.